mídia e artigos

/ ADMINISTRADORES.COM / publicada em março/2015

7 dicas para ter sucesso em uma contratação

Um processo bem estruturado é fundamental evitar futuros arrependimentos

Tão difícil quanto participar de um processo seletivo em que o profissional precisa ressaltar suas melhores atribuições, é o recrutador escolher o candidato com o perfil mais adequado para preencher a posição. Assim, um processo de contratação bem estruturado é fundamental para garantir uma contratação assertiva que não resulte em futuros arrependimentos.

Pensando nisso, com a ajuda da especialista em recrutamento, Renata Filippi, da STATO, consultoria especializada em gestão de carreira, listamos sete dicas para ajudar os gestores a aprimorarem o processo de recrutamento e selecionarem o candidato mais adequado para o cargo:

1. Entenda o motivo da contratação

Informe-se sobre os motivos da contratação, se é uma substituição ou aumento de headcount e o que levou a este cenário.

2. Defina o perfil do candidato com muito cuidado

Quais as habilidades técnicas e comportamentais que a posição exige? Responda a essas questões de forma simples e busque informações do mercado para dar subsídios às suas definições.

3. Talentos internos x talentos externos

Antes de partir para uma busca no mercado, verifique se existem potenciais candidatos internos. Lembre-se que dar oportunidade a um recurso interno, passa uma mensagem muito positiva a organização, motiva as pessoas e as incentiva a um aprimoramento constante. No entanto, dar a oportunidade a um profissional que não está pronto para a posição pode "queimá-lo" e fazer com que a empresa perca a chance de desenvolvê-lo no tempo correto. Desta forma, a decisão de aproveitar um talento interno ou contratar um talento externo é muito importante. Em momentos em que se busca uma mudança de gestão ou "choque cultural", trazer alguém de fora é recomendável, mas não se esqueça de que a empresa tem que estar pronta para recebê-lo.

4. Elabore a sua estratégia de recrutamento

Este é o momento de decidir como e em qual lugar vai procurar o profissional almejado. Elabore a sua estratégia de busca, pense na complexidade do perfil, na dificuldade de se encontrar um perfil similar no mercado, nas suas restrições orçamentárias para atrair um bom recurso e também na confidencialidade necessária. Esses são aspectos fundamentais para que se possa decidir se vai pedir indicação a amigos e/ou colaboradores, conduzir a busca internamente ou contratar uma consultoria especializada em recrutamento, que poderá ajudar desde a definição do perfil até o desenho da estratégia de busca, mapeamento de mercado, apresentação dos candidatos finalistas, realização de assessment, referências profissionais e coaching de integração do candidato contratado.

5. Entreviste os candidatos com profundidade e faça uma análise técnica e comportamental separadas

Fazer uma entrevista bem feita não é trivial. Estude o currículo do candidato com antecedência e elabore perguntas para o momento da entrevista. Aspectos técnicos são mais fáceis de serem avaliados, mas não deixe de explorar também as questões comportamentais. Quanto mais alta a posição, mais importante se torna avaliar competências de liderança e gestão e a aderência dos valores do profissional à organização. Faça perguntas com o objetivo de entender os valores pessoais do candidato, pois é fundamental que eles estejam alinhados com os da companhia e com o que a mesma espera dele. O impacto disso é claramente percebido na motivação e na permanência do mesmo na organização. As pessoas se tornam ainda melhores quando trabalham com aquilo que acreditam.

6. Cheque referências profissionais antes de contratar

A empatia com o profissional que se vai contratar é muito importante, porém não é garantia de uma boa contratação. Complementar a nossa percepção com referências profissionais é fundamental. Fale com ex-chefes e ex-subordinados do candidato, procure saber como ele se comporta em situações de pressão, como é o seu relacionamento com a equipe, superiores e pares, além de outros aspectos importantes para a posição que irá exercer.

7. Faça uma proposta financeira justa

Antes de fazer uma proposta ao candidato, certifique-se de que o pacote de remuneração (salário fixo, bônus e benefícios) está adequado ao que o mercado pratica. Leve em conta a última remuneração do candidato e lembre-se que dificilmente alguém troca de emprego para ganhar exatamente a mesma coisa. Os profissionais normalmente esperam um upgrade para fazer uma mudança.