mídia e artigos

/ MAXPRESS / publicada em dezembro/2015

Como planejar a carreira em 2016?

Paulo Dias dá dicas para aproveitar melhor 2016

Especialista da STATO dá 7 dicas para aproveitar o final do ano e traçar os próximos passos profissionais
A previsão é que 2016 ainda será um ano difícil na economia brasileira e, por tabela, para os profissionais que buscam ascensões e/ou novas colocações. Pensando nisso, Paulo Dias, diretor de recrutamento da STATO - consultoria especializada em recrutamento e transição de executivo - elencou algumas dicas para aproveitar o balanço de final de ano e planejar a carreira em 2016:


1. Entenda o cenário - para se movimentar profissionalmente é importante entender o atual cenário do mercado e, assim, analisar como está à situação das empresas, se ela está contratando ou investindo no quadro de funcionários. Assim, você terá noção das suas possibilidades e terá mais clareza para chegar ao objetivo almejado.


2. Auto avaliação - se auto avaliar para saber como poderá contribuir com este cenário é fundamental para seu posicionamento diante das oportunidades profissionais, além de ter mais conhecimento sobre quais são as habilidades que o diferencia dos demais profissionais no mercado. Esse exercício reforçará seus argumentos para conquistar uma nova posição ou promoção.


3. Atualização - o mercado não busca um profissional que entenda somente do seu setor de atuação, mas que também saiba passar por vários assuntos para contribuir com ideias inovadoras. Ler sobre tudo e se inteirar das ferramentas digitais são importantes, pois todo saber traz consigo uma outra série de outras informações que podem agregar a sua expertise.


4. Disciplina - se organizar e dedicar pelo menos 3 horas do dia é essencial para alcançar seu objetivo profissional. Para isso, é preciso definir metas, prazos e quais resultados você quer atingir avaliando assim como está seu desempenho na concretização do objetivo.


5. Focar resultados - como 2016 ainda será um ano difícil economicamente, as empresas querem profissionais que tragam resultados e economia. Ela está investindo na contratação do profissional e busca um retorno disso. Então, é estrategicamente inteligente focar seu discurso e a própria estrutura do currículo nos resultados práticos que você pode trazer para a companhia.


6. Paixão pelo que faz - demostrar que está disposto a empreender energia e paixão na colocação que pretende conseguir também é importante. Aqui vale falar com ânimo sobre suas expectativas e ideias. Mas, tome cuidado para não confundir paixão com ansiedade e se passar como afobado.


7. Bom senso - ao buscar uma nova colocação, tanto uma promoção interna quanto uma posição em outra empresa, não seja desagradável. Ligar toda hora ou ficar mandando e-mail para saber uma resposta sobre a vaga ou ainda, na entrevista, reclamar da empresa que está ou que saiu, não é de bom tom e pode surtir um efeito negativo e contrário ao seu objetivo.