mídia e artigos

/ CANAL EXECUTIVO / publicada em maio/2015

O que motiva um profissional a trocar de emprego a despeito da crise?

Mesmo com a economia brasileira instável, profissionais de diferentes níveis e setores buscam oportunidades de trabalho para aperfeiçoar suas expertises e conquistar melhores colocações no mercado de trabalho.

Mesmo com a economia brasileira instável, profissionais de diferentes níveis e setores buscam oportunidades de trabalho para aperfeiçoar suas expertises e conquistar melhores colocações no mercado de trabalho.

Mas, quais são estes motivos que encorajam os profissionais a buscarem novos desafios, mesmo em um momento de crise? A diretora de recrutamento da Stato - consultoria especializada em gestão de carreira -, Renata Filippi, listou estes motivos:

1. O projeto da empresa - propósito

Mais do que uma posição, as pessoas buscam um propósito, uma posição e uma empresa que esteja alinhada aos seus valores e que lhes ofereça desenvolvimento. Outro ponto relevante é a construção de um legado que agregue competências às gerações futuras e a própria organização.

2. Cultura Corporativa

A coerência entre o que a empresa prega e o que ela pratica é uma das alavancas que impulsionam o profissional a mudar de trabalho. A falta de sintonia entre discurso e realidade é desmotivador e leva muitos profissionais a repensarem sua permanência em uma companhia.

3. Melhores benefícios e remuneração

Dificilmente um profissional troca de emprego para ganhar a mesma coisa. Mesmo que o salário não tenha tanta diferença quanto ao trabalho anterior, um fator compensador é a oferta de benefícios que o profissional não tinha na outra colocação e que podem atraí-lo, como carro da empresa, ações da companhia, previdência privada ou bônus. No entanto, vale mencionar que apenas remuneração não tem atraído os profissionais a mudar. O que os atrai é um conjunto de fatores e o salário é apenas mais uma delas.

4. Equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Conciliar as atribuições profissionais com a vida pessoal é essencial para um profissional avaliar uma possível mudança de emprego. Esse equilíbrio resulta em um nível maior de motivação e comprometimento para gerenciar suas atividades.

5. Líderes inspiradores

Trabalhar com gestores que ensinam, incentivam e impulsionam o profissional a tomar suas próprias decisões, apoiando-os quando necessário, que lideram pelo exemplo e fazem com que a equipe queira ser como eles são é, sem dúvida, um motivo para considerar uma nova oportunidade de trabalho. Os profissionais que aceitam mudanças normalmente são aqueles que têm sede de aprendizado, gostam de desafios e não têm medo do desconhecido. Os lideres inspiradores têm um excelente índice de atração e retenção de pessoas.

6. Perspectivas de crescimento profissional

Enxergar possibilidades de evolução técnica e econômica dentro da empresa é determinante para a satisfação e motivação do profissional.

7. Autonomia

Em um mercado globalizado, é natural que multinacionais tragam consigo suas regras. No entanto, é cada vez mais comum encontrar profissionais que buscam espaço para romper paradigmas, trazer novas soluções e assim evoluir profissionalmente.